30/09/11

De Luto

Parece que os meses de Setembro são amaldiçoados para mim e para os meus. Partiu hoje mais uma pessoa querida da minha família.
Mas será que aqueles de quem gosto se têm que ir embora para sempre no mês do nascimento e a uma Sexta-feira?? Mas que estranha coincidência. Primeiro a minha avó e agora o meu tio-avô (cunhado dela) e padrinho de casamento.  Quatro anos e 16 dias passaram entre as duas partidas, com a diferença que a minha avó fazia 85 anos 18 dias depois de falecer e o meu tio fez 86 anos 7 dias antes de ir. Ambos a uma Sexta-feira. E foi tão inesperado. Ninguém supunha que ele se ia embora para uma viagem sem regresso, após se deitar bem disposto.
Para mim é demasiado estranho e começo seriamente a recear o Setembro.
Devia banir esse mês da minha vida. Apetece-me fechar os olhos e acordar deste pesadelo.
"Ele gostava tanto de ti, Xaninha", disse-me a minha tia quando cheguei hoje ao pé dela. Doeu tanto a forma verbal utilizada.Mais um familiar que eu nunca vou tornar a ver; com quem eu nunca mais vou falar; a quem eu nunca mais vou fazer trabalhos a computador. Era um homem cheio de vida que nunca parava. Tinha uma energia que até fazia impressão para a sua idade. Corria tudo de carro. Viveu a sua vida em pleno e como quis. Nunca teve filhos e eu, a minha irmã e a minha mãe éramos as filhas dele. A sua família, como ele dizia (apesar de ter muitos irmãos e sobrinhos direitos).
Mais uma vez só me dá um pouco de conforto saber que, tal como a minha avó - mais uma semelhança - ele partiu tranquilo, durante o sono.
Descansa em Paz tio.



0 comentários:

Enviar um comentário

Sejam bem vindos ao meu blog. Espero que gostem. Comentários e opiniões são bem vindos. Serão moderados e responderei assim que possível.
Obrigada
Alexandra